Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leis e afins

Leis e afins

11
Jan17

Como tudo começou

Daniela Fradinho Ribeiro

FullSizeRender.jpg

 

Se me perguntarem como tudo começou, devo dizer que demorei algum tempo a perceber. Tinha uns doze anos quando uma professora nos perguntou o que queríamos ser quando fossemos grandes. Naquele tempo, as únicas coisas que me interessavam eram música, filmes e modelos, ou melhor dizendo, os famosos. Que máximo! Devorava a Ragazza e Elle. Mas, claro que nunca diria perante a turma que gostava de ser actriz ou modelo! Iam rir até não aguentarem mais. Nem pensar! Logo eu que não primava pela altura ou qualquer outra característica que me levasse a ser contratada para qualquer umas das profissões inerentes. Então, naquele instante, e depois de uns segundos a digerir a pergunta, soltei "quero ser Advogada". No final do ano lectivo, aquela mesma professora diz à minha mãe:"Parabéns, vai ter uma futura Advogada!". A minha mãe, bem sabendo a filha que tinha, achou que eu tinha sofrido um colapso emocional. "A minha filha, Advogada?" Como é que eu havia de imaginar aspirar a tal, quando era a pessoa mais tímida, introvertida e complexada do mundo? E de repente, fez-se luz. (o de repente durou anos, mas não interessa para nada.) Ser Advogada significava respeito, poder e conhecimento. Conhecer mundos completamente diferentes, ajudar, influenciar, viver. Foi isso. Era sinal de passar do oito ao oitenta. Tinha de abandonar a timidez. E isso fascinou-me e inspirou-me nos anos seguintes. Adorava tudo o que a profissão representava (filmes e séries, diga-se). E passou a ser o meu objectivo de vida. Em 1999 entrava eu no curso de Direito. Em 2004 vivi um dos momentos mais felizes da minha vida: o dia em que telefonei à minha mãe e disse: "acabei mamã". Chorei. Não por ter terminado mas por lhe ter dado uma das maiores alegrias da sua vida. Por ouvi-la chorar. Como posso censurar?! Eu que chorei no primeiro dia em que vi a minha filha sair de autocarro para ir ao teatro com a escolinha! Preciso de lenços.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D